Veja como a SUSTENTABILIDADE pode contribuir para as estratégias de crescimento de sua Construtora/Incorporadora

Entenda como a sustentabilidade aplicada ao mercado imobiliário pode ser uma estratégia de crescimento da sua empresa, aumentando as margens de lucro e atingindo novos clientes.

 

Projetos Comerciais de cuboverde – arquitetura sustentável

eGnericamente falando, existem três estratégias de competição no mundo dos negócios: a diferenciação, a liderança em custos e o foco (Porter-1989). No mercado imobiliário, as mesmas três estratégias genéricas de Porter podem ser entendidas como:

ESTRATÉGIA DE LIDERANÇA EM CUSTOS:

Essa estratégia consiste em buscar o conjunto de ações voltadas para baixar custo. Assim, a relação com os concorrentes se torna um tema central, exigindo que o produto imobiliário oferecido tenha o menor custo possível perante os demais. Para alcançar este objetivo, a empresa deve buscar o desenvolvimento de uma engenharia de processos e uma eficiência operacional que permita a otimização da cadeia produtiva e a economia de meios, permitindo praticar preços baixos sem sacrificar as margens de lucro.

ESTRATÉGIA DE DIFERENCIAÇÃO:

A segunda estratégia é a diferenciação. Esta estratégia visa se destacar no mercado imobiliário em busca de uma diferenciação perante os concorrentes, com produtos de alto valor agregado que gerem vantagens percebidas pelos clientes. Algumas maneiras obter valor agregado e diferenciação são:

  • Projetos arquitetônicos diferenciados*;
  • Tecnologia produtiva e embarcada nos empreendimentos;
  • Tradição e marca da empresa e sua capacidade de marketing;
  • Incentivo a inovação;

ESTRATÉGIA DO FOCO:

A terceira estratégia é enfocar em um determinado grupo ou segmento do mercado, ou até em uma localização geográfica. Esta estratégia baseia-se no pressuposto de que a empresa é capaz de atender melhor ao seu cliente segmentado do que os concorrentes que estão competindo de forma mais ampla. Aqui, “atender melhor ao cliente” deve ser entendido tanto como uma liderança em custos quanto em uma diferenciação, onde os extremos seriam produtos seriados de grande escala, ou produtos extremamente customizados.

 

Atualizando os pensamentos de Porter, os autores W. Chan Kim e Reneé Mauborgne desenvolveram a estratégia do Oceano Azul:

A estratégia do Oceano Azul é baseada na premissa de que a empresa está atuando em um mercado sem concorrentes, portanto dita tendências e preços. Em oposição, há o Oceano Vermelho, onde o mercado é finito e as empresas concorrentes disputam este mercado acirradamente, comprometendo suas margens de lucro. No mercado imobiliário há poucos exemplos de Oceanos Azuis, sendo possível identificar apenas segmentos do mercado onde algumas empresas ofereçam um produto sem concorrentes. Como exemplo atual, pode-se citar os micro apartamentos muito bem localizados na cidade de São Paulo, que conseguem atender a uma demanda de pessoas que não necessitam de muito espaço físico, mas que querem morar em uma boa localização. As primeiras ofertas deste tipo de apartamentos não encontraram concorrentes e puderam dominar o mercado. Posteriormente, outras empresas buscarão este nicho e o “oceano” começará a se tornar “vermelho”.

E o que a Sustentabilidade tem a ver com isso?

Hoje, a sustentabilidade tem sido uma demanda na maioria das cadeias produtivas e dos produtos. No mercado imobiliário não é diferente. Todos os clientes hoje se preocupam com o consumo do ar condicionado, com a iluminação natural, com a qualidade ambiental, com o consumo de água, com a saúde dos espaços… enfim, com os aspectos de sustentabilidade aplicados nos seus imóveis. Mas inserir a sustentabilidade em seus empreendimentos não é suficiente. Como comparar o grau de sustentabilidade de um edifício que tem placas fotovoltaicas com um que tem uma cisterna? Como comparar um telhado verde com um bicicletário?

Para mensurar a qualidade e a sustentabilidade dos edifícios e também para dar credibilidade às ações adotadas, existem os chamados “selos verdes”. Estes selos são basicamente uma metodologia que pontua o desempenho das edificações em relação a sustentabilidade, criando uma métrica que permite comparar uma edificação com a outra. Os selos mais conhecidos e difundidos no Brasil são o Aqua-HQE, o LEED e o GBC Brasil Condomínio. No Rio Grande do Sul existem ainda poucos empreendimentos certificados, sendo que alguns que estão no meio do processo correm em sigilo. A lista completa pode ser encontrada aqui:

Novamente se faz a pergunta: mas e o que a sustentabilidade tem a ver com as estratégias de crescimento da minha empresa? Bem, em todas as estratégias citadas acima, a sustentabilidade aplicada à construção civil pode contribuir, chegando até a possibilitar a estratégia de “reinar sozinho no Oceano Azul”. Um projeto arquitetônico bem feito, concebido desde o início com as premissas da racionalidade e sustentabilidade pode contribuir muito com a otimização dos custos.

Porém, é na estratégia da diferenciação que a construção sustentável pode contribuir mais: nos três links acima, é possível perceber que os empreendimentos sustentáveis no Rio Grande do Sul ainda são muito poucos, sendo a maioria deles relacionados a grandes empresas (SAP, Arena do Grêmio, Estádio Beira Rio, Nike Factory Store, Leroy Merlin, etc.) ou a empreendimentos pontuais. Não há ainda nenhuma incorporadora certificando seus empreendimentos sistematicamente, tornando isso uma política empresarial. Em relação ao mercado imobiliário como um todo, o volume de empreendimentos certificados (ou em processo) no RS ainda é muito tímido.

Acreditamos, portanto, que a adoção das construções sustentáveis como política de uma incorporadora, agregando de fato o valor da sustentabilidade à visão da empresa, tendo como missão a certificação de seus empreendimentos pode fazer com que a sua empresa esteja por um bom tempo no Oceano Azul. Nós do CUBOVERDE temos a expertise de desenvolver projetos que podem contribuir para esta missão, e em conjunto com uma equipe multidisciplinar de projeto podemos lhe ajudar a certificar seus empreendimentos em qualquer um dos selos pretendidos. Navegue em nosso site (www.cuboverde.com.br) e conheça o nosso portfólio.